O MAR

O MAR 

Hoje Celebra-se o dia do Mar, 

Então vou compartilhar um pouco da minha conexão com ele, que a cada dia, vem se intensificando. 

Desde o primeiro contato foi algo forte, profundo e com pertencimento. Quando criança sempre gostei de ir a praia, era o psssei mais divertido, o mais esperado que acontecia geralmente 1 vez por ano quando meus pais conseguiam economizar alguma grana.

Entrar no Mar, brincar com as águas, com areia, sempre achei um máximo, então ficava ali também idealizando “quando eu crescer, vou morar mais próxima da Mar, ter mais contato com o ele. “

Alem de ser bem Piscianaaaaa, vale ressaltar!  

O Mar é pra mim caminhos, possibilidades, retornos,  respostas, fonte de vida. 


E foi pelas águas, foi pelo Mar que recebi os bons ventos que inspiraram Mayaka, e tornaram possíveis os encontros e os atravessamentos de São Paulo para Pernambuco e agora em Salvador. 

Sankofa


 2020, que recebi a proposta para Mercar em Pernambuco eu sabia que esse movimento ia me levar de encontro com o Mar, nessa altura, eu já estava com muitas saudades do Mar 

Jardim Paulista PE foi onde pari as primeiras franjas Mayakas, lugar onde me senti acolhida, pertencente, vontade de ficar, babadooooo forte e ancestral nesse Território de muita potência.

 

Retomar as travessias e Mercar por outros Mares, me encheu, trouxe o estimulo que eu precisava para seguir nas correrias nessa pandemia e no contexto Brasil.

 


E assim foi depois do contato com o Mar que nasce a Coleção Mayakas, essa energia das águas foi o ponto de ativação do criativo e  dispositivo para seguir por novos caminhos.



Desde então muitas Mayakas nasceram em frente ao Mar, em cima de  grandes Pedras, qu extensões que  levam Mar adentro, e em muitos momentos nesses feitios, eu ficava observando e vibrava com o movimento dos pescadores locais, muitos aprendizados como paciência, o contato sensível e respeitoso com o Mar, comemorar a cada peixe pescado, a cada conquista,  risos e sustos com caldos das ondas., Mar em movimento que está sempre pronto pra surpreender, por mais que você tenha conhecimento dele. 

Ele é Supremo!!! 


Aqui nasceu a versão Mayaka Luba, inspirada nos Povos Balubas na República Democrática do Congo esse encontro foi importante, durante o feitio da Mayaka Luba, eu viajei para o Congo, fiquei imaginando possíveis vivências, encontros Mayakisticos quando  eu chegar nesse território…  tudo pra mim, vibrei, nesse desejo, nesse retorno. 

 

Foi em frente ao  Mar, sob a  luz da Lua Cheia que firmei  meu Orí e me senti pronta para seguir e alimentar mais ainda meus sonhos, meus propósitos. 

 



O Mar vem me ensinando a nadar 

E fortalecendo possíveis caminhos dos cabelos e ancestralidades. 

Saudemos o Mar. 

 

 

 

Deixe um comentário

Os comentários precisam ser aprovados antes de serem publicados